Água de Manaus – grande

Exército inicia operação para combater crimes ambientais na Amazônia

O Exército Brasileiro (EB) iniciou nesta segunda-feira, 26, a Operação Verde Brasil, com o objetivo de combater crimes ambientais, com ênfase nos focos de calor e incêndio nas regiões que abrange os estados: Amazonas, Rondônia, Acre e Roraima.

As ações em conjunto com a Polícia Federal, Ibama e Força Nacional se estendem até o dia 24 do próximo mês nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas dos referidos estados.

Na área de responsabilidade do Comando Militar da Amazônia (CMA), os principais focos de incêndio se concentram no Estado de Rondônia, Acre e Sul do Amazonas, conforme informações repassadas pelo Ministério da Defesa e pelas demais Agências Governamentais.

Para maior eficácia nas operações da área mencionada, o CMA informou por meio de sua assessoria, que foram criadas duas Forças Tarefas (FT), uma voltada para os Estados de Rondônia e Acre, sob o comando do Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e outra voltada para os focos no Estado do Amazonas, sob o comando do Comandante do 2° Grupamento de Engenharia, ambas FT apoiadas por meios da Força Aérea Brasileira (FAB).

Base do Exército montada em reserva de Porto Velho. Foto: EB/Divulgação

Em nota, o CMA ressalta que ao longo deste ano, “tem participado, de forma integrada com outros órgãos, de operações de combate a crimes ambientais na faixa de fronteira, com destaque para ações contra o desmatamento ilegal; e fora da faixa de fronteira, também participa do combate aos crimes supracitados, prestando apoio logístico aos órgãos federais e estaduais responsáveis pelo tema ambiental”.

O CMA finaliza a nota, reiterando que “o Exército Brasileiro, como historicamente tem feito, cumprirá sua missão, ao lado da Marinha e Força Aérea, além das Agências Governamentais, no enfrentamento de mais um desafio na Região Amazônica, área de maior prioridade para garantia da soberania do país”.

você pode gostar também
Consultório Maurício