Água de Manaus – grande

Nova espécie de macaco é encontrada na floresta amazônica

Os biólogos confirmaram a existência de uma nova espécie de primata na floresta amazônica. Nomeado Plecturocebus parecis, esses macaquinhos peludos estavam se escondendo em plena vista, pois os cientistas acreditavam que pertenciam à espécie Plecturocebus cinerascens.

Em 2011, a pesquisadora Marilluce Messias, da Universidade de Rondônia, desconfiou durante seu estudo do desmatamento da Amazônia que pudesse haver uma espécie ainda não descrita de macacos. Agora, após uma análise profunda das características e DNA do Plecturocebus parecis, foi confirmado que eles são distintos dos outros titis (nome popular). A descoberta foi publicada no periódico Primate Conservation.

Os macacos-titi são encontrados por toda a América do Sul, eles são pequenos, peludos e possuem uma cauda muito longa para poderem se equilibrar nas árvores. A nova espécie do gênero Plecturocebus recebeu seu nome porque são nativos de áreas de grande altitude, como o planalto Parecis.

Infelizmente, o P. parecis mal foi descoberto, mas já pode entrar para a lista de animais ameaçados de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), pois vivem na área conhecida como “Arco do Desmatamento”, uma região onde florestas foram dizimadas para abrir espaço para plantações e fazendas de gado. Agora, temos que esperar e torcer por políticas de preservação mais conscientes que garantam um futuro melhor para esses macaquinhos.

(Fonte: Gusmão et al./Primate Conservation 2019/Reprodução)

você pode gostar também
Consultório Maurício